TRILHA DE MOTOS
trilha de motos seu forum de aventura
TRILHA DE MOTOS

TRILHAS E AVENTURAS DE MOTO DE TRILHA

***OTICA NERIVAM GRANDE VARIEDADE DE ARMAÇÕES E OCULOS ESPORTIVOS PRAZERES JABOATÃO-PE F:81-34763315***


Medida Certa embalagens plasticas -- copos descartaveis, sacolas, sacos e etc. F-88371324/98806345
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Medida certa embalagens plásticas
Ter 9 Dez 2014 - 20:18 por ERICK

» Duvidas Para Montar Minha Moto de Trilha
Sex 11 Abr 2014 - 16:29 por juliobounner

» Vendo XR 200R
Sab 8 Mar 2014 - 18:35 por Edinho

» CRF 250L 2013
Sex 20 Dez 2013 - 9:29 por Rodrigo Ferreira

» YZ 450 2011 ou KX 450 2012
Sex 13 Set 2013 - 11:27 por Taboca

» Carburador NX 150
Seg 9 Set 2013 - 18:31 por BILLY DIKID

» Xr 200 . duvida escapamento
Sex 14 Jun 2013 - 12:33 por Fortes Xrf

» Troca de pistão ou kit de potencia
Dom 10 Mar 2013 - 18:42 por Fortes Xrf

» XR 250 Tornado 2002
Qui 7 Mar 2013 - 16:01 por Hectorsilva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Honda CRF 250R e CRF 450R 2011

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1default Honda CRF 250R e CRF 450R 2011 em Qua 24 Nov 2010 - 20:33

ERICK


Admin
Honda CRF 250R e CRF 450R 2011





Honda CRF 250R e CRF 450R - Dupla da poeira

Modelos 2011 da marca japonesa trazem melhoramentos no escape, no mapeamento do motor, além de novo grafismo. Ambos têm o mesmo quadro, construído em alumínio

A dinâmica dos modelos especiais de cross é um pouco diferente dos normais de rua. A fabricação não é constante ao longo do ano, mas temporária. Como são motos de um segmento bastante específico, a logística inclui a produção de uma única fornada, e ponto final. A rotina normalmente se repete, com os lançamentos por volta da metade do ano. A Honda, maior fabricante mundial, mantendo o roteiro, acaba de apresentar sua linha 2011, com os modelos CRF 250R e 450R, que são importados oficialmente pela montadora para o Brasil. As novas motocicletas receberam ajustes e modernizações.

Outra característica dos modelos de cross japoneses é que também dão origem às motos especiais para enduro. O quadro e a base mecânica são os mesmos, mas o motor recebe alterações para ganhar mais torque em baixas rotações, com balanceiros mais pesados, em detrimento da potência, além de um sistema elétrico que comporta farol, farolete e partida elétrica. Desta forma, os novos modelos de cross acabam sinalizando quais as tendências e como serão as novas motocicletas de enduro, que, em um futuro próximo, também vão frequentar as trilhas de Minas Gerais e do Brasil.

O maior modelo da linha, o CRF 450R, aposentou o carburador em 2009, adotando injeção eletrônica de combustível, com tecnologia que dispensa a bateria, reduzindo o peso. Basta acionar o pedal de partida, que conta com descompressor para ficar mais leve, gerando energia suficiente para o funcionamento do sistema de injeção, e acordar o motor do tipo quatro tempos de um cilindro, equipado com refrigeração líquida. O modelo CRF 250R só ganhou a novidade da injeção eletrônica de combustível em 2010. Ambas, porém, têm o mesmo quadro, construído em alumínio, com vigas laterais.

Outro efeito colateral provocado pela adoção da injeção eletrônica foi a redução da capacidade do tanque de combustível, que comporta 5,7 litros. Como o motor ficou mais econômico, o volume do compartimento pôde ser diminuído, reduzindo também o peso desnecessário. Outra consequência foi a quase aposentadoria da caixa de ferramentas. Atualmente, as regulagens são feitas por meio de computadores plugados na moto, que alteram a quantidade e qualidade da mistura, além de outros parâmetros, conforme a temperatura, umidade do ar, altitude da pista etc afinando o motor para as condições específicas do local e gosto do piloto, sem qualquer vestígio de graxa.

O modelo CRF 250R 2011 ganhou nova caixa de filtro de ar, nova bomba de combustível, que fica dentro do tanque, e uma ponteira de escape mais longa, para adequação das normas de emissão de ruídos mais rigorosas da Federação Internacional de Motociclismo (FIM). O motor de um cilindro, batizado de Unicam, com nova programação de centralina, desenvolve 43,5cv a 11.000rpm e torque de 2,96kgfm a 8.000rpm. O revestimento do banco e o grafismo também foram alterados. A ergonomia, chamada de Revolutionary Ergonomics Design (RED), inclui um guidão equipado com novo amortecedor de direção.

A suspensão dianteira é Showa com tubos de 48mm de diâmetro e 273mm de curso. A traseira, mono, em balança de alumínio, também Showa, tem 318mm de curso. Ambas reguláveis. O peso em ordem de marcha (abastecida) é de 101,8kg. Os freios dianteiro e traseiro têm disco de 240mm. O modelo CRF 450R divide o quadro (5ª geração) com a CRF 250R, em alumínio perimetral, e tem um centro de gravidade mais baixo. O câmbio tem cinco marchas e o peso abastecida é de 107,6kg. A suspensão dianteira é Kayaba, com tubos de 47mm de diâmetro e 315mm de curso. A suspensão traseira, mono, tem 320mm de curso. O motor fornece 55,6cv a 8.500rpm.













Por: Teo Mascarenhas - Estado de Minas
Fonte: www.motoraid.com.br
Foto: motor-modify.blogspot.com


Ver perfil do usuário http://twitter.com/erickcavalcante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum